Bombando Horrores » Blog Archive » Ser Chic Sempre
Ser Chic Sempre

Abaixo, um texto de Glória Kalil que achei muito bonito. Não costumo postar textos aqui, afinal já passei dos quinze hehehe e não sou tão boa quanto Bruna pra isso. Mas bem, leiam, vale a pena.

Nunca o termo “chique” foi tão usado para qualificar pessoas como nos dias de hoje. A verdade é que ninguém é chique por decreto. E algumas boas coisas da vida, infelizmente, não estão à venda. Elegância é uma delas. Assim, para ser chique é preciso muito mais que um guarda-roupa ou closet recheado de grifes famosas e importadas. Muito mais que um belo carro Italiano. O que faz uma pessoa chique, não é o que essa pessoa tem, mas a forma como ela se comporta perante a vida.
Chique mesmo é quem fala baixo. Quem não procura chamar atenção com suas risadas muito altas, nem por seus imensos decotes e nem precisa contar vantagens, mesmo quando estas são verdadeiras. Chique é atrair, mesmo sem querer, todos os olhares, porque se tem brilho próprio. Chique mesmo é ser discreto, não fazer perguntas ou insinuações inoportunas, nem procurar saber o que não é da sua conta. É evitar se deixar levar pela mania nacional de jogar lixo na rua. Chique mesmo é dar bom dia ao porteiro do seu prédio e às pessoas que estão no elevador. É lembrar-se do aniversário dos amigos. Chique mesmo é não se exceder jamais! Nem na bebida, nem na comida, nem na maneira de se vestir. Chique mesmo é olhar nos olhos do seu interlocutor. É “desligar o radar”, o telefone, quando estiver sentado à mesa do restaurante, prestar verdadeira atenção a sua companhia. Chique mesmo é honrar a sua palavra, ser grato a quem o ajuda, correto com quem você se relaciona e honesto nos seus negócios. Chique mesmo é não fazer a menor questão de aparecer, ainda que você seja o homenageado da noite!
Chique do chique é não se iludir com “trocentas” plásticas do físico… quando se pretende corrigir o caráter: não há plástica que salve grosseria, incompetência, mentira, fraude, agressão, intolerância, ateísmo…falsidade. Mas, para ser chique, chique mesmo, você tem, antes de tudo, de se lembrar sempre de o quão breve é a vida e de que, ao final e ao cabo, vamos todos terminar da mesma maneira, mortos sem levar nada material deste mundo. Portanto, não gaste sua energia com o que não tem valor, não desperdice as pessoas interessantes com quem se encontrar e não aceite, em hipótese alguma, fazer qualquer coisa que não lhe faça bem, que não seja correta.

Lembre-se: o diabo parece chique, mas o inferno não tem qualquer glamour! Porque, no final das contas, chique mesmo é Crer em Deus! Investir em conhecimento pode nos tornar sábios… mas, Amor e Fé nos tornam humanos!

- Glória Kalil

Tags: ,
Tweet

Comentários:

11 comments para “Ser Chic Sempre”

    Gravatar Deinha Rocha
    27 julho 2011

    Glória é sabedoria, life & style sempre!

    !Xo!
    http://www.sofashionist.com.br

    [Responder]


    Gravatar Camille
    27 julho 2011

    AMEI, a Gloria é A Gloria né?
    beeijo

    [Responder]


    Gravatar Joana Porto
    30 julho 2011

    É isso… vc postou HORRORES mesmo… recheado de preconceitos, racismo, intolerância… e, mostrando sua cara bonitinha, ainda negritou os preconceitos para mostrar o quanto vc comete crime de racismo, de preconceito… precisa aprender a interpretar o que lê e precisa ler a Constituição de 1988, que diz com todas as letras que “preconceito e racismo é crime inafiançável”… mas será que vc vai entender? melhor voltar para os primeiros anos de escola, onde se ensina a fazer interpretação.

    [Responder]

    jeskchan Resposta:

    Olha Joana, cada um com sua opinião, tudo bem. Eu reproduzi esse texto aqui – QUE NÃO É MEU – porque achei bem interessante. Preconceituoso seria se tivesse nele escrito que pra ser chic vc precisa ter muito dinheiro e um armário recheado de grifes. E não é o que está aí. Racismo também não tem NADA A VER com o texto. Acho que falta VOCÊ lê um pouquinho melhor e saber interpretar o texto em sua verdadeira essência, que é fazer com que as pessoas reflitam sobre o que é ser chic, pois é mais do que dinheiro ou status.
    E se você não viu, ao final do texto tem escrito: “chique mesmo é Crer em Deus” crer em Deus é preconceito ou racismo? Acho que não.
    De qualquer forma, você expôs sua opinião (mal-educadamente, mas ok) e não tenho nada contra ela.

    [Responder]


    Gravatar Heri Carvalho
    30 julho 2011

    Não diria que o post foi preconceituoso por ser RACISTA – não vi nenhum parte racista nele.
    Mas diria que foi preconceituoso no que diz respeito a crenças e religião.

    Me considero cristã porque fui criada para ser uma. Mas não sigo nenhuma religião e apesar de não concordar com extremismos, respeito qualquer opção, como a opção dos ateus.

    Ser ateu, judeu ou o que quer que seja não faz ninguém ser menor ou pior. Pessoas são boas ou ruins independente de sua religião, crença ou falta dela.

    P.S.: sei que o texto não é seu e que não teve intenção de criar polêmica, mas me dei a liberdade de dizer o que penso. E que não concordei com o comentário da moça acima.

    [Responder]

    jeskchan Resposta:

    Verdade. Nessa parte eu concordo com você.
    Obrigada pela sua opinião, que ao contrário da amiga alí, foi em educado e construtivo, sem agredir ninguém.

    [Responder]


    Gravatar Ivânia Diamond*
    31 julho 2011

    WOOOW
    Amei este post querida!!! Nota 20 :D

    ehehhe

    Beijão*
    http://www.ivaniadiamond.com

    [Responder]


    Gravatar Dany
    2 agosto 2011

    Gosto muito desse texto, e não vejo absolutamente NADA de preconceituoso!

    Concordo que seria preconceituoso se dissesse que pra ser chic vc precisa ter muito dinheiro e um armário recheado de grifes.
    E quanto a crer em Deus, ninguém é obrigado a seguir, fica a critério de cada um!

    Fiquei sem entender o motivo do stress da moça…

    [Responder]

    Jéssica Chan Resposta:

    Né, verdade? Também não entendi…
    Mas dexa, né, cada um é cada um, tô aqui pra ouvir!
    Obrigada pelo comentário =]

    [Responder]


    Gravatar Rute
    4 agosto 2011

    Geralmente tenho preguicinha de ler coisas grandes (hehe), mas não me arrependi de ter lido. Não vi o racismo nele – cadê o racismo, Joana? – e deve servir de lição pra todo mundo. Principalmente para as que se consideram chics por ter uma bolsa cara, mas antes de sair de casa, vira a cara pro porteiro. Palmas pra essa mulher, viu.

    [Responder]

    Jéssica Chan Resposta:

    Que boom que gostou, Rute!
    Concordo com você! :D

    [Responder]


Comentar